domingo, janeiro 15, 2006

Mesmo em fim de semana...

... fui fazer uma leiturinha em a Página da Educação e deixo aqui um excerto de um dos seus artigos intitulado Juntos vamos ajudar a reinventar o novo sistema educativo.

6 comentários:

Rui disse...

Gostei muito de ler este texto. Acrescento o seguinte:
Aprender custa, conquistar algo que seja valioso para nós custa. Pode ser interessante, mas custa sempre.
Hoje pode-se viver com menos sacrifício. A escola não é diferente do resto da sociedade (ou melhor, de uma boa parte dela, não toda): a escola hoje custa menos do que custava.
O que se ouve dos críticos da escola é a nostalgia desse imenso sacrifício que era a escola de antigamente.
Um conselho: pensem melhor. Lembrem-se que o sacrifício só é redentor, se o for, quando é livremente escolhido: até pelo menos aos 15 anos a escola não é livremente escolhida pelos alunos.
Sempre muito interessante este teu blog, Isabel. Falta-me tanto o tempo para lhe dar a atenção que ele merece! Bj

all disse...

Isabel, ano passado estava a ler uma reportagem sobre os países com os piores índeces de sucesso escolar principalmente em matematica. Só me lembro da Coreia so Sul. Eles analisaram a situação escolar da sociedade e viram os piores indeces do ensino da mat. Transformaram de tal maneira o ensino e de uma forma simples e que em poucos anos a coreia passou a ser dos 5 primeiros no sucesso escolar da mat. O método consistia fazer as crianças ensinarem os pais a matéria aprendida na escola e fazer sobretudo muitos jogos como desafio entre vizinhos , amigos etc... Os resultados foram tão rápidos e eficientes que o ministério da Educação do Brasil já foi lá se aprondundar e analisar esta mudança.

....penso que hoje em dia a sociedade não tem cultura, para se aperceber da sua ignorancia.....

beijinhos All

Miguel Pinto disse...

Uma nova página na Educação que o João Paulo Serralheiro evoca.
...É um belíssimo jornal, Isabel.

Miguel Sousa disse...

mas para que tudo isso possa ser realidade é necessário que a sociedade e a escola se dispam de preconceitos

Rui disse...

All,
curioso isso que dizes! Eu não sabia, mas, quando os pais me perguntam como é que podem ajudar os filhos na Matemática, já há uns anos que eu lhes respondo: peçam aos vossos filhos para vos explicarem a lição do dia; quando vocês a entenderem isso quer dizer que os vossos filhos a sabem!

AnaCristina disse...

Uma das coisas que os meus pais sempre me ensinaram foi que me podiam ensinar tudo mesmo só tendo a 4a classe. Apliquei muitas formas de cálculo às ovelhas e aos hectares de terreno do meu pai, usei muitas divisões pra vender o terreno, deitei abaixo muitas arvores para construir n prédios com o volume tal... Sempre prática!

E sei que não dou erros de ortografia pela quantidade de livros que leio... e que sempre li, porque achava que viver no campo era horroroso...

Prática, uso no quotidiano, utilidade do conhecimento,... é isso que os nossos meninos precisam!

Um abraço