quarta-feira, fevereiro 15, 2006

Hoje foi assim

Dias que se alongam —
Cada vez mais distantes
Os tempos de outrora!


Buson

No intervalo, na sala de professores, uma amiga e colega de muitos anos dizia que já não estava a conseguir prosseguir, e caiam-lhe lágrimas.
Sim, as nossas turmas estão muito difíceis. Já não falo das do 2º Ciclo, falo das turmas dos mais crescidos.

____________________

Fui para a aula, um dos meus nonos anos. Tem andado outra vez difícil. Hoje não houve ralho ou discurso depois de se justificar. Hoje falei com eles antes de iniciar a aula. Não me apetece relatar, mas hoje a aula decorreu produtiva, trabalharam e puseram dúvidas, vim para casa sem cansaço (apesar de aulas produtivas para todos, pelo menos em Matemática em que as dificuldades e dúvidas naturalmente chovem, exigirem um rodopio de um lado para o outro). A próxima também vai correr bem porque antecede um teste. E depois das férias do carnaval, lá andarão outra vez para trás, e lá andarei pela certa outra vez quase em desespero - ou eu não os conhecesse há quase ano e meio. Mas, mesmo assim para a frente e para trás, no mesmo sítio já não estão, que eu bem me lembro de terem terminado o 8º ano comigo a perguntar-me: Que vou fazer, posso fazer alguma coisa?, e eles vieram de férias cheios de novas intenções, e a elas eu não larguei, e eles sabem que não largo, e eles até gostam e esperam que não largue (vá-se lá entender porque é que é preciso estar sempre a atá-los!), e não sou só eu que tento mais uma vez porque se eles não fossem também de novo tentando e depois tentando de novo eu e eles ficávamos no mesmo sítio, mas eles para a situação do ano passado... não, para essa em nenhum momento voltaram.

Ah, o rouxinol!
De novo ele tenta
E tenta de novo.

Chiyo-jo

3 comentários:

emn disse...

Do cansaço de os 'atar' só mesmo quem o experiencia é que percebe. Daí ninguém, que não professor, entenda o desgaste a que estamos sujeitos.
Há vários anos que não contacto pessoalmente com 3º ciclo, mas os relatos e conversas a que assisto assustam-me. Desde faltas de respeito a 'recusas' de fazer os exercícios propostos...... bem, incrível (mais nos sétimos)Os de 8º e 9º já aprenderam algumas das regras...embora por vezes se esqueçam delas.

Tit disse...

Vê-los crescer é de facto a maior recompensa que temos... mesmo que seja só um bocadinho... e mesmo que às vezes pareça que "voltaram a encolher"... Mas, na verdade, há coisas em que nunca voltam atrás!

9º ano... Sem dúvida, no 3º Ciclo, o meu preferido ;) E crescem tanto, do 8º para o 9º!

Um Bjnho

Avozinha disse...

Onde é que eu já vivi isto?
E, pior, no 12º ainda não são muito diferentes...