sexta-feira, junho 15, 2007

Mas o que é isto?! "Que já me querem cego, surdo, mudo"...

Mas o que é isto?!
É processo disciplinar por graçola sobre um primeiro ministro; é convite de exclusão por comentário a palavras de uma ministra; é uma direcção regional a guardar "tudo o que tem saído na comunicação social, nos blogues, ..."; é a táctica intimidatória quando é convocada uma greve; é a ameaça em mesa de negociação; é o abuso do poder, o pontapé na Constituição da República, a punição a quem adoeça...

Ninguém trava estes ditardorzinhos de meia tigela? É que se lhes dão corda, eles não param!
Que se passa? Medos?

É a medo que escrevo. A medo penso.
A medo sofro e empreendo e calo.
A medo peso os termos quando falo
A medo me renego, me convenço.

A medo amo. A medo me pertenço.
A medo repouso no intervalo
De outros medos. A medo é que resvalo
O corpo escrutador, inquieto, tenso.

A medo durmo. A medo acordo. A medo
Invento. A medo passo, a medo fico.
A medo meço o pobre, meço o rico.

A medo guardo confissão, segredo.
Dúvida, fé. A medo. A medo tudo.
Que já me querem cego, surdo, mudo.

José Cutileiro, Os medos, in Versos da mão esquerda, 1961.

5 comentários:

arte por um canudo 2 disse...

Pois é..o medo renasce e volta a imperar.BFS

Maria Lisboa disse...

"(Penso no que o medo vai ter
e tenho medo
que é justamente
o que o medo quer)"

Alexandre O'Neill


Não tinha desaparecido. Estava lá... adormecido. Agora acordou!

emn disse...

Tudo isto é o desabrochar deste botão de rosa em todo o seu esplendor... Estes deuses estão definitivamente loucos! Quem tem poder para os travar?

3za disse...

EU não sei o que é isto. MAs não gosto nada. Tem cheiro de coisa velha, o medo. Beijinhos

C Valente disse...

o povo é sereno,
A arma dos ditadores,
o medo
A força da repressão,
as armas
A falsa democracia,
o mal
As eleições, o voto
a ilusão.
Gostei da visita