quinta-feira, setembro 07, 2006

Até já...

Já andava com a mente ocupada com decisões a tomar para a minha nova fase de professora "fora de serviço", mas há momentos em que outras "coisas", de repente, monopolizam o pensamento. E, se ele já andava ocupado, nesses momentos fica cheio.
Como aquelas "outras coisas" nada têm a ver com a minha vida de professora, este cantinho vai ficar silencioso por uns dias.
Até já... :)


Decisões... opções...

Para ti, Cris

(Antonio Ferrali, For you)


___________________________

ADENDA

Do site da FENPROF:
"Reunião com o ME de 6/09/2006 sobre as alterações ao ECD
O Ministério da Educação pretendeu hoje, na reunião realizada com a FENPROF, "negociar" um documento que não tinha sido entregue previamente. (...)"

Li essa 2ª versão do Projecto de ECD do ME a seguir a ter publicado o presente post, pelo que venho acrescentar uma pergunta e dois votos.

Pergunta: Atrever-se-ia a Ministra Maria de Lurdes Rodrigues a ter o despudorado comportamento negocial que tem e a apresentar uma 2ª versão em vários aspectos ainda mais gravosa que a anterior se a maioria dos professores e presidentes dos conselhos executivos (professores também) não tivesse evidenciado o conformismo que se verificou ao longo de um ano, nomeadamente face a vários despachos feridos de ilegalidade?

1º voto: Que os tantos professores que se alhearam de um sério debate da 1ª versão não demorem, para irem ler a nova versão, o tempo que muitos demoraram para saber da 1ª mais do que a comunicação social evidenciava, e que atentem a que a Ministra quer a negociação encerrada em curto prazo.

2º voto: Que todos os colegas que, no ano lectivo anterior, activamente alertaram e debateram se vejam agora acompanhados pelos demais, como merecem e merece a sua disposição para lutarem - com este meu voto sublinhado para aqueles que, aqui na blogosfera, me deram a oportunidade tão enriquecedora e feliz de os conhecer e de partilharmos muitas preocupações e também muito empenhamento num melhor sistema de educação-ensino para as crianças e jovens portugueses.


7 comentários:

3za disse...

Obrigada Isabel... vir aqui ajuda-me a intervalar a correria e a centrar-me no essencial que mora por detrás de tudo e será de tudo o futuro... Lá vamos nós outra vez. Uma vergonha!
Bjinho e boa interrupção

Miguel Pinto disse...

Sempre acordada, Isabel ;)… Fantástico… Refiro-me à adenda :)

paulo g. disse...

Se aceita uma recomendação, não suspenda as bloguices agora, pois é agora que uma reflexão conjunta mais se exige, para agir de acordo com o contexto e as necessidade do momento.

Miguel Sousa disse...

Isabel na minha escola andam mais de cem professores com um sorriso de orelha a orelha, como que se andassem no paraíso....não sei que te diga

Miguel Pinto disse...

o silêncio é, de facto, uma estranha forma de comunicar, Isabel. Respeito o teu ;)

IC disse...

Permitam-me que responda especialmente ao Paulo pois é quem suponho que ainda não me conhece [obrigada pela visita :)]. Apesar do ECD já não me dizer respeito, não consigo estar alheada dele, e o meu intervalo é mais em termos de escrever no meu cantinho, pois não deixo de visitar os dos colegas e de ir participando. Contudo, na verdade acho que uma reflexão conjunta foi feita quando da 1ª versão da proposta e não faltou aqui na blogosfera quem procurasse dinamizá-la - lembro-me que o Miguel Pinto até disponibilizou o ECD em vigor e a proposta da ministra, lado a lado, com sublinhados e tudo no que era alterado. Sinceramente, penso que quem não "acordou" na altura vai continuar... como diz o Miguel Sousa que vê na Escola dele, e a 3za já tem contado também que às diligências para promover a discussão corresponderam/compareceram menos de meia dúzia de professores da escola.
Eu já lutei pelo actual ECD, agora em vias de ser destruído, e tenho sobejamente apelado ao não conformismo e à não passividade face à política do actual ME. Neste momento, dizer mais do mesmo para quê? Os escritos e debates havidos estão publicados nos nossos blogues e o grosso dos professores tem que crescer - ler,pensar e tornar-se activo, ninguém o pode fazer por eles.

Tit disse...

Obrigada pela entrada e pela chamada de atenção...