sexta-feira, dezembro 01, 2006

Adenda: Um complemento que se sobrepõe a qualquer política imposta em nome da educação

O testemunho da Tit, AQUI (e também deixado em comentário ao meu post anterior) é, decerto, semelhante aos que dariam muitos e muitos professores e é, portanto, um complemento fundamental (e não, a meu ver, "um tom dissonante") da visão que, no meu escrito anterior focando algumas consequências (também) reais da actual política educativa, nestas incidiu.
Porque nenhuma medida ministerial vence o que sentem os professores que sempre amaram a sua profissão por nela trabalharem com crianças e adolescentes - o que sentem quando os têm diante de si, na sala de aula e nas actividades em que se envolvem com eles. Os alunos são a razão da profissão de professor, e isso tem uma força que não se abate - ainda que, por vezes, fique debilitada, o olhar daquelas crianças e daqueles adolescentes (mesmo o(s) daqueles que são difíceis - mas são crianças, menos ou mais crescidas) permanece um tónico de grande poder fortificador.

Obrigada, Tit, pelo importante complemento/contributo.

2 comentários:

José Manuel Dias disse...

A realidade existente obriga-nos a mudar, a bem de todos.
Abraço

Tit disse...

Obrigada tb IC... ;)
Pois - eu sei bem que a tua forma de ver a escola não é de forma alguma dissonante com a forma como a comentei - e por isso também lhe chamei complemento, lá no meu canto.

E obrigada pelas imagens que deixaste aqui em cima - das tais que valem mais que mil palavras...

Muitos beijinhos.