terça-feira, dezembro 13, 2005

Poesia...

O aluno da frente pergunta-me:
- Poesia tem que ter rima, professor?
Responder o quê, meu Deus?
O Modernismo aboliu a rima.
(Mas será o meu aluno um modernista?)
Eu falei pra ele do Drummond,
do Bandeira, dos concretos, da Cecília.
Mostrei também os românticos e os árcades.
Até dos simbolistas eu dei aula.
Poesia deve ter sentimento, meu filho!
- Sabe o que é, professor,
é que eu andei pensando
numa poesia para a nossa escola.
Estudei versos parnasianos,
tentei a rima e versos decassílabos alexandrinos.
Pobres rimas me vieram:
amor com dor, dor com professor.
Se a rima é fraca, desisto dela.
Vou fazer uma poesia pra lá de moderna,
onde haja escola rimando com cidadania,
professor rimando com respeito,
aluno rimando com feliz.
Que me perdoem os poetas de plantão,
os senhores da métrica e os doutores do verso.
Patryck Araújo Carvalho (professor)

3 comentários:

Miguel Sousa disse...

quando comecei a ler e vi o que o professor ensinou ao aluno...comecei a ficar com pena do aluno..depois, quando li no seu todo...BRAVO

Miguel Pinto disse...

Olha... mais um filho de Rousseau... :)

IC disse...

:)