sábado, outubro 31, 2009

Haikus (ou Haikais)

Entre os meus haikus preferidos estão os de Bashô. Hoje deixo uma pequenina colecção de haikus dele. (As "ilustrações" foram escolhidas por mim neste site de arte japonesa)


Ah este caminho
que já ninguém precorre
a não ser o crepúsculo


A nuvem atenua
O cansaço das pessoas
Olharem a lua



Por este caminho,
ninguém mais passa -
tarde de outono.

Extingue-se o dia
mas não o canto
da cotovia



Neste outono,
Como estou ficando velho!
Pássaros nas nuvens.

Não há arroz
mas tenho na malga
uma flor


8 comentários:

Isabel Preto disse...

Interessante! Ter falta de arroz, mas ter a flor...que lindo, tão cheio de poesia e esperança.
Beijinhos, Isabel.

tsiwari disse...

São, realmente, muito bonitos...

:)***

rabina disse...

Bonita selecção, enchem a alma...

Existente Instante disse...

a leveza da outonal folha
no frágil e esvoaçante cair
doce olhar a ampara
Delicado e terno este post
Tem recado no meu

Marina disse...

Que bom passar aqui antes de ir dormir e ir embalada com tanta poesia!

Anónimo disse...

verdade...

Matilde Rebelo disse...

Olá Isabel!
Que tranquilidade boa!
:)

beijinhos.

Rafael Noris disse...

Bashô não foi um poeta, mas um iluminador. Muito bem escolhido os poema. Abraço!