quarta-feira, abril 25, 2007

33 anos depois...

... comemorar, sim, mas lutar também.






De tudo o que Abril abriu

ainda pouco se disse

e só nos faltava agora

que este Abril não se cumprisse.



Ary dos Santos (1975).
Pequeno excerto de As portas que Abril abriu.

4 comentários:

Cláudio disse...

Tão esquecido, o inigualável Ary dos Santos!

arte por um canudo 2 disse...

Palavras sábias!É preciso lutar para que não se esqueça.25 Abril..Sempre!..

Madalena disse...

Também eu encontro aqui o eco do meu ideal. Obrigada Isabel. Não é uma simples retribuição da tua visita. É mais do que isso: é o juntarmo-nos nos ideais que aprecem esvair-se, sem salvação...
Muitos beijinhos para ti, Isabel!

AnaCristina disse...

Um sorriso...
Há um Portugal onde Abril não se cumpre...