domingo, março 09, 2008

Sugestão de leitura

Por acaso o nome do autor deste artigo não me é especialmente conhecido, de momento não me recordo das ideias/posições que costume ter. Simplesmente, ao ler o seu artigo de hoje no Público, achei que põe o dedo certeiro pelo menos nalgumas feridas ("equívocos", como designa o autor - José Madureira Pinto, sóciólogo e professor na universidade do Porto).
(Julgo que o artigo só é acessível online a assinantes, por isso copiei-o par aqui).

1 comentário:

Peixoto disse...

Porventura, estes foram equívocos premeditados peor esta equipa ministerial no sentido de colocar os professores na mó de baixo (mal vistos pela sociedade em geral, trucidados pela comunicação social, mal-amados pelos alunos e odiados pelos pais). No fim de contas, o feitiço virou-se contra o feiticeiro e o país percebeu que só se fazem refomas de boa fé e de forma construtiva...