domingo, fevereiro 03, 2008

Eu e o meu blogue

Ao escrever o post anterior, reparei que era o 501º. Fiz umas contas por alto e, atendendo a que pouco escrevo desde há muitos meses, e que há mais tempo ainda (antes de assumir que passaria a postagens bastante espaçadas) andei frequentemente a avisar intervalos e pausas, concluí que na fase inicial estive mesmo motivada para a escrita das memórias de prof !
Não, a desmotivação posterior não foi por me ter aposentado; foi, sim, por as minhas memórias de professora serem agredidas pelo actual ministério da educação e também pelo clima que esse ministério gerou nas escolas - assim, preferi protegê-las.

Entretanto, o template do blogue ficara uma misturada quando consegui passar para o novo blogguer sem perder o template que tinha e respectiva personalização, pelo que, para aproveitar a novidade bem prática dos marcadores nos posts, tive que introduzir uns códigos (inspirados nuns da 3za), o que deu a caixinha preta que está por aí à direita. Até embirrei que só marcaria posts que tivessem a ver com memórias mesmo do 'terreno' - memórias mesmo dos alunos ou relacionadas com eles - pois fora para os alunos, ou por eles, que sempre trabalhara. No entanto, mais tarde acrescentei ao índice uma 2ª parte com outros posts, mas só escolhi mais uns pouquitos para etiquetar.


Mas, há dois dias, ao querer deixar à 3za o link para uma canção, ainda me vi "às aranhas" para encontrar o post onde a tinha. E então pensei cá para comigo que tenho um cantinho que também é de recordações - recordações para mim mesma -, além dos meus momentos ou estados de espírito que nele ficaram de forma mais ou menos metafórica, com alguns dos "meus" haikus, também com alguns dos "meus" quadros e algumas das "minhas" canções, mas tudo isso quase tão difícil de encontrar, quando me apetecer ou precisar, como encontrar agulha num palheiro, como se costuma dizer. E lá fui percorrer outra vez aquela 'tralha' toda para pôr marcadores em mais umas dezenas de posts, o que, no caso do meu template, implica também ter que nele acrescentar à mão mais umas linhas de código, uma para cada marcador com nova designação.

Isto para comentar que eu misturo novas funcionalidades destas tecnologias com velhas quando me dá para ser um tanto conservadora de umas velhas, e depois continuo teimosa na mistura, mesmo que com mais trabalho como neste caso. Enfim... caturrices ;)

3 comentários:

Madalena disse...

Isabel, deixa-me dizer-te uma coisa. há muito de ti para dar neste ou noutro qualuqer espaço e é bom que seja assim também por ti. Não deixes apagar em ti essa "chama" que aquece e alumia (poético e verdadeiro!) que fica professor para sempre. As tuas memórias são o teu saber de experiências feito e é importante partilhá-lo. Um beijinho!
PS- Estou esgotada. Saí agora de mais um Pedagógico em que se debate o papel x e a grelha y...
Nada que faça bem aos miúdos de facto!

IC disse...

Obrigada, Madalena, por me incentivares sempre. O "bichinho" de (ter sido) professora não saiu de dentro de mim, continuo a acompanhar as notícias e a comentar nos blogues que as vão dando em cima da hora. Mas as memórias, isso agora não estou motivada para escrever. Como dizes, os professores andam esgotados, mas não por alguma coisa que faça bem aos miúdos, e eu vejo isto tudo que anda a acontecer atónita.
Mas... se não encerrei este cantinho, se calhar é porque ainda tenho esperança de voltar a apetecer-me escrever, o que deve significar esperança de tempos mais propícios e a não longo prazo ;)
Beijinhos

3za disse...

Venham mais 500! Beijinhos