segunda-feira, maio 14, 2007

Breve interrupção da pausa deste blogue

Este blogue completa hoje dois anos. Não vim interromper a pausa em que ele está para trazer bolinho de festa com velinhas, nem para os amigos cantarem os parabéns (shiuuu... não esqueçam que este cantinho está mesmo parado, só cá vim deixar para mim mesma mais uma memória - sim, neste momento, vejo o projecto inicial já como uma memória).

Quando criei este blogue mal conhecia a blogosfera e ainda nem tinha procurado blogues de colegas. Aliás, criei-o em Maio, mas pensando que só nas férias seguintes teria tempo para lhe começar a dar corpo. Estava, então, bem longe de imaginar que muito brevemente a nova ministra da Educação viria desviar-me de memórias, nem que fossem memórias com poucos meses.

Criei-o pensando-me particularmente como professora de Matemática do Básico. Essa disciplina, sempre a de maior taxa de insucesso, mas tão importante na educação para os hábitos (e o gosto) de desafiar o raciocínio e procurar o rigor e a precisão (deixem que me exprima simplificadamente, não quero alongar-me), essa disciplina, cá na minha convicção, precisa de ampla partilha de experiências, especialmente sobre os métodos de ensino dela - note-se que disse experiências, pois teoria e estudos importantes não faltam.
Mas, depressa a actual política educativa me desviou do projecto inicial, ele nem chegou a passar de um vago projecto.
E, já agora, digo uma coisa que nunca disse: É que até nem foi por acaso que não cheguei a escrever nenhuma memória relativa a outra vertente de trabalho que, durante mais de vinte anos, também foi para mim uma paixão (depois, as duas horas sobrantes do meu horário foram precisas para tarefas no campo das TIC), situando-se nela boa parte das memórias que me são mais gratas como professora e educadora. Refiro-me à direcção de turma. "Coisas" para e com as turmas, também para e com os pais, e ainda com uns e outros ao mesmo tempo... disso percebi que não queria falar, pois a papelada, a burocracia que foi caindo sobre os directores de turma, mais os conselhos de turma (incluindo os intercalares) progressivamente a esvaziarem-se (apesar de parecerem encher-se, pois papelada não lhes falta para se passar o tempo todo a preenchê-la), tudo isso, e tudo o mais que hoje não vou referir (ou repetir), acabou por me exasperar e me criar a necessidade pessoal de deixar estar as minhas memórias quietinhas e protegidas. (Incluindo memórias de outro tipo, também de muitos anos, que no futuro só 'professores titulares' passarão a ter, mas sobre essas seria sempre complicado escrever, o mundo das crianças é mais simples que o dos adultos e alguns destes vão criando resistências a "aventuras" - não me refiro, claro, a aventuras perigosas, nem a aventuras nefastas ao jeito milu, valter & cª)

Depois de intermitências e de intenções de intervalos, entrei finalmente em pausa de escrita aqui (um post ou outro não altera isso). Entrei, porque não gosto de andar, em nada, a balançar entre "quero continuar" e "não quero continuar", e o meu bloguezito nem é caso para isso, não é caso para precisar de decisões, a decisão virá por si quando calhar, embora não esteja a pensar apagá-lo pois guarda algumas recordações.
E, nesta disposição para o laconismo, ao vir escrever só para não tratar tão mal o meu cantinho que nem sequer ligasse ao seu segundo aniversário, isto de tocar levemente em vários assuntos claro que tinha que dar um post sem jeito - desculpa lá, cantinho!

P.S.
Que coisa... só agora fui ver! Não é que há um ano já escrevi quase o mesmo que hoje?! (Com a diferença de ter sido um post bastante mais longo). Enfim... nem faço comentários a mim mesma, pronto.
_____
Adenda
Mas o post que eu queria deixar neste mês de Maio, já que é muito pouco provável que escreva, continua a ser o anterior, aqui.

7 comentários:

Miguel Pinto disse...

:)

henrique santos disse...

É sempre um prazer ler o que escreves, Isabel.

Tit disse...

É bom passear por aqui, Isabel. Seja para ver se há novidades, seja para reler as tuas memórias, os teus desabafos, ou para cheirar as tuas flores...

De qualquer maneira, não posso deixar de aproveitar a oportunidade para deixar beijinhos de parabéns e um obrigada - é que ainda bem que te puseste nestas andanças... para te podermos conhecer e contigo - e connosco próprios - conversar um pouco...=)]
Fica bem.
Beijinhos da vizinha aqui do lado ;)

Marina disse...

IC, estou profundamente desgostosa...
Entao, nao ha bolinho???
Pronto, la vou eu ter de me contentar com as memorias...
Pelo menos, tambem combinam com um bom cafe! ;-)

Beijitos e continuaçao de boa pausa!

arte por um canudo 2 disse...

É pena que as tuas memórias não continuem a fazer parte da blogosfera. Eram um bom ensinamento para os mais novos.Também eu gostava de beber as tuas palavras (apesar se calhar de não ser mais novo) e nelas via alguém com uma experiência de vida na escola.Tenho imensa pena que não continues mas pelo menos aceita os meus parabéns por estes dois anos de partilha.Um grande beijinho.

AnaCristina disse...

Sei que venho atrasada mas o tempo tem sido pouco... Gostaria que nos desses mais vezes o prazer de te ler... mas o descanso do guerreiro também é importante!

Parabéns e bem hajas.

NP disse...

Parabéns pelo aniversário!

E, olha... há quem te leia! Escreve sempre... :)